A (Re) Construção De Uma “Nova” Modalidade de Trabalho Denominada “Pejotização” No Contexto Sociocultural Brasileiro

Autores

  • Juliani Veronezi Orbem

DOI:

https://doi.org/10.46269/5116.81

Palavras-chave:

Contexto social e cultural brasileiro, pejotização, relação de trabalho

Resumo

O artigo visa compreender uma “nova” modalidade de trabalho denominada “pejotização” e como esta foi (re) construída no contexto social e cultural brasileiro.  A “pejotização” pode ser compreendida como uma relação de trabalho na qual o trabalhador, pessoa física, para ocupar o posto de trabalho em uma empresa deverá constituir uma pessoa jurídica e, assim, prestará serviços personalíssimos na empresa utilizando um contrato de prestação de serviços de natureza civil, sem a incidência de qualquer direito trabalhista.

Biografia do Autor

Juliani Veronezi Orbem

Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Pelotas (2015), especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Faculdade de Direito Damásio de Jesus (2013) e bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (2012). Advogada trabalhista.

Referências

AVRICHIR, Ilan; CHUEKE Gabriela Vouga. Empreendedorismo institucional: uma análise de caso no setor de energia elétrica brasileiro. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S167869712011000600007&script=sci_arttext>. Acesso: em 14 de janeiro de 2014.

BARBOSA, Attila Magno e Silva. O empreendedor de si mesmo e a flexibilização no mundo do trabalho. Revista Sociologia e Política. Curitiba, v. 19, n. 38, p. 121-140, fev. 2011.

BOLTANSKI, Luc; CHIAPELLO, Ève. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

CARELLI, Rodrigo de Lacerda. Formas atípicas de trabalho. 2. ed. São Paulo: LTr, 2010.

DRUCK, Graça; THÉBAUD-MONY, Annie. Terceirização: a erosão dos direitos dos trabalhadores na França e no Brasil. In: A perda da razão social do trabalho: terceirização e precarização. São Paulo: Boitempo, 2007.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

HALL, Peter A.; TAYLOR, Rosemary C. R. As três versões do neo-institucionalismo. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ln/n58/a10n58.pdf>. Acesso em: 14 de janeiro de 2014.

NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Curso de direito do trabalho. 26.ª ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

RAMOS FILHO, Wilson. Direito capitalista do trabalho: história, mitos e perspectivas no Brasil. São Paulo: LTr, 2012.

ROBORTELLA, Luiz Carlos Amorim. O novo conceito de proteção no direito do trabalho. Temas do Direito do Trabalho e Seguridade Social: homenagem ao professor Cássio Mesquita Barros. São Paulo: LTr, p. 57-72, 2013.

Publicado

2016-05-11