O debate dos psicoativos nas ciências sociais: uma entrevista com Maurício Fiore

Autores

  • Ronaldo Martins Gomes Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e Universidade Estadual Paulista - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.46269/8219.545

Palavras-chave:

Ciências Sociais, Maurício Fiore, Psicoativos

Resumo

Entrevista para o dossiê 

Biografia do Autor

Ronaldo Martins Gomes, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e Universidade Estadual Paulista - UNESP

Doutorando (2017-2020) em Ciências Sociais, na linha de pesquisa Identidade, Diversidades e Direitos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras da UNESP/Campus de Araraquara. Doutor (2017) e Mestre (2013) em Educação, na linha de pesquisa Educação, Cultura e Subjetividade do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de São Carlos - PPGE/UFSCar e Bacharel em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito de São Carlos (2004).

Referências

BERGERON, Henri. Sociologia da droga. 5ed. Trad. Tiago José Risi Leme. São Paulo: Ideias & Letras, 2012.

FIORE, Maurício. Uso de "drogas": controvérsias médicas e debate público. Campinas: Mercado de Letras/Fapesp, 2006.

Publicado

2020-08-24