Para além de Carlos Drummond, Racionais MC’s também é poesia

Resenha do Documentário “Sarau da Onça - A Poesia da Quebrada”

Autores

  • Tássio Silva UFBA

DOI:

https://doi.org/10.46269/9120.542

Palavras-chave:

periferia, sarau da onça, resistência

Resumo

Essa resenha tem como objetivo analisar o documentário "Sarau da Onça - Poesia da Quebrada" dirigido por Vinícius Eliziário, cineasta soteropolitano, bem como refletir sobre o tema apresentado revelando a importância de iniciativas culturais e educacionais, como o Sarau da Onça, nas periferias de Salvador, muitas vezes desconhecidas pelos turistas e população e estigmatizadas pela mídia como "lugares violentos". O documentário foi premiado com diversos temas, entre eles: Melhor Filme no XI Festival Visões Periféricas em 2017; Melhor Filme no XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema e Melhor Interpretação no I Festival Mimoso de Cinema, em 2018.

Referências

SANTOS, M. O retorno do território. In: SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia de; et all. Território, Globalização e Fragmentação – São Paulo: ANPUR, 2002.

SARAU DA ONÇA – POESIA DA QUEBRADA. Direção: Vinícius Eliziário. Produção: Erick Docilio e Estevam Braz. Salvador: Boca de Filmes, 2017. 1 documentário (22 min e 26 seg).

Publicado

2020-02-24