Reconexão, identidade e memória: processo de construção e materialização da memória do Brás

Autores

  • Marina Longo Parsekian

DOI:

https://doi.org/10.46269/8119.398

Palavras-chave:

Memória, Identidade, Urbanismo, Ressiginificação.

Resumo

No presente artigo relato meu processo de pesquisa, iniciado a partir da realização de um trabalho para uma disciplina optativa intitulada Espaço Urbano, da Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie, no qual foi discutida a precariedade dos espaços públicos próximos às antigas áreas industriais do bairro do Brás, na cidade de São Paulo. Tal temática está sendo retomada e mais aprofundada no meu presente trabalho de conclusão de curso, intitulado “Percurso no Brás: reconexão, identidade e memória”, em que discuto a desconexão da população que reside na região em relação a um importante equipamento público que fez parte da formação da história do bairro: o Museu da Imigração. Procuro neste relato retratar como minha pesquisa transformou-se em uma intervenção projetual arquitetônica para a região, e como se deu o processo de construção do meu objeto de estudo do trabalho final de graduação.

Referências

_____, Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano - SEHAB. Cortiços: A experiencia de São Paulo. São Paulo: 2010

ARANTES, Otília Beatriz Fiori. O lugar da arquitetura depois dos modernos. Edusp, 1995.

BEIGUELMAN, Giselle. Memória da Amnésia. Da cidade interativa às memórias corrompidas. Editora Sesc, 2016.

CALVINO, Italo. Cidades invisíveis. São Paulo: Biblioteca Folha, 1990. 152 p.

CHOAY, Françoise. A alegoria do patrimônio. São Paulo: Editora Unesp, 2001. 304 p.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Tradução de Beatriz Sidou. 2ª ed. São Paulo: Centauro, 2013.

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

LIMA, Evelyn Furquim Werneck; MALEQUE, Miria Roseira. Cultura, Patrimônio e Habitação: possibilidades e modelos. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2004. 148 p.

NADALUTTI, Luiza. Entre valores de uso e de troca: a função social da Vila Itororó na cidade de São Paulo. São Paulo. Trabalhos finais da disciplina história do urbanismo contemporâneo. FAU-USP, p. 167, 2014.

ROLNIK, Raquel. São Paulo. Coleção Folha Explica. 2001.

VIOTTO, Aline et al. Vila Itororó: direito à cultura como ameaça ao direito à moradia? In: CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO URBANÍSTICO, 5., 2008, Manaus. Anais... São Paulo: USP, 2008. p. 187 - 200.

Publicado

2019-04-07