Raízes fenomenológicas da sociologia da religião de Peter Berger

Autores

  • Emmanuel Ramalho UFPB

DOI:

https://doi.org/10.46269/7118.266

Resumo

Há aspectos da teoria sociológica da religião de Peter Berger que são pouco investigados, um desses aspectos é sua raiz fenomenológica. Segundo Berger, sua principal referência nesse âmbito é o sociólogo austríaco Alfred Schütz, fundador da sociologia fenomenológica. E Schutz, por sua vez, se inspirou no método fenomenológico de Edmund Husserl. Assim, o objetivo dessa pesquisa é analisar as raízes fenomenológicas da sociologia da religião de Peter Berger, partindo da investigação do método fenomenológico de Husserl, em seguida, examinando as contribuições deste para a formação da sociologia fenomenológica de Schutz e, por fim, como e em que medida essa produção teórica e metodológica chega a Berger e é utilizada para fundamentar sua sociologia da religião em fase inicial.

Biografia do Autor

Emmanuel Ramalho, UFPB

Mestre em Sociologia e doutorando em Ciências das Religiões pela Universidade Federal da Paraíba.

Publicado

2018-06-18