A intersecção entre Religião e Política no Brasil: entrevista com Carlos Eduardo Procópio

Autores

  • Giulliano Placeres Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.46269/6117.252

Resumo

Carlos Eduardo Procópio estudou na Universidade Federal de Juiz de Fora, onde se graduou em Ciências Sociais e obteve os títulos de Mestre em Ciência da Religião e Doutor em Ciências Sociais, sob a orientação de Marcelo Camurça. Atualmente é professor no Departamento de Humanidades do IFSP e está vinculado como pesquisador no NEREP/UFSCAR, NER/UFG e ORLA/UNILA. É parecerista de várias revistas científicas na área, destacando-se Religião e Sociedade (ISER), Ciências Sociais (UNISINOS) e Debates do NER (UFRGS). Suas pesquisas, publicadas em eventos e revistas, tratam da relação entre carismáticos católicos e política no Brasil. Na entrevista gentilmente cedida ao dossiê, debatemos debatemos a intersecção entre religião e política no Brasil

Biografia do Autor

Giulliano Placeres, Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos

Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos - (UFSCar) - (2015). Pela mesma instituição é Bacharel em Ciências Sociais - (2012). Atualmente cursa Licenciatura em Ciências Sociais pela pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) - (2015). Atua principalmente na área de Sociologia da Religião, pesquisando empreendimentos econômicos e emissoras televisivas vinculadas ao catolicismo com derivações políticas. É também membro do Núcleo de Estudos de Religião, Economia e Política (NEREP).

Publicado

2017-09-25