Breves considerações sobre Hiroshi Saito e as diferenças institucionais entre a Escola de Sociologia e Política e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras no período de estruturação das Ciências Sociais em São Paulo

Autores

  • Jader Tadeu Fantin FCLAr - Unesp

DOI:

https://doi.org/10.46269/6217.240

Palavras-chave:

Hiroshi Saito, Estruturação das Ciências Sociais, Escola Livre de Sociologia e Política, Estudos Japoneses, Pensamento Social.

Resumo

Este artigo defende o desenvolvimento de um estudo biobibliográfico sobre Hiroshi Saito para demonstrar o valor intrínseco de sua produção e a sua contribuição para a edificação das Ciências Sociais em São Paulo. Japonês, imigrante na década de 1930, em São Paulo torna-se importante figura no meio acadêmico na Escola Livre de Sociologia e Política (ELSP). O contexto de sua produção intelectual carrega um debate que se construiu com a estruturação das Ciências Sociais em São Paulo. Estavam presentes epistemologias distintas e divergências entre a ELSP e a FFCL - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, o que se evidencia na narrativa dominante das Ciências Sociais que qualifica algumas produções em detrimento de outras. A realização deste estudo poderá contribuir para a narrativa das Ciências Sociais em São Paulo, valorizando, acrescentando e rediscutindo elementos no seu período de estruturação.

Biografia do Autor

Jader Tadeu Fantin, FCLAr - Unesp

Graduado em Ciências Sociais pela FCLAr - Unesp.
Mestre em Ciências pelo IAU - USP

Especialista no Ensino de Filosofia pela UFSCar
Doutorando em Ciências Sociais pela FCLAr - UNESP

Referências

ARAÚJO, Oscar. Egídio. Enquistamentos étnicos. Revista do Arquivo Municipal. Vol. LXV, p. 227-246, 1940.

ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. A sociologia no Brasil: Florestan Fernandes e a "escola paulista". In: Miceli, S. (org.) História das Ciências Sociais no Brasil. Vol. 2. São Paulo, Editora Sumaré: Fapesp, 1995.

BARIANI, E; SEGATTO, J. A. Ciências Sociais no Brasil: ideologia e história. 2009. Disponível em <http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=1149>. Acesso em 30/07/2015.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: Ortiz, Renato (org.). Florestan Fernandes (coord.) Pierre Bourdieu - Sociologia, Coleção Grandes Cientistas Sociais. São Paulo, Editora Ática, 1983.

BRASIL. Decreto nº 14.343, de 7 de setembro de 1920.

BRASIL. Decreto nº 19.851, de 11 de abril de 1931.

CANDIDO, Antônio. A sociologia no Brasil. Tempo Social, revista de sociologia da USP, junho de 2006, v. 18, n. 1. 271-301.

CARDOSO, Irene. A Universidade da Comunhão Paulista. São Paulo, Cortez, 1982.

CARMONA, Daniela Alexandra Tavares. Contributo biobibliográfico para o estudo do Caminho-de-Ferro em Portugal (1856-2006). Dissertação de Mestrado. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, 2012.

CASTRO, Marco Luiz. de. Entre o Japão e o Brasil: a construção da nacionalidade na trajetória da vida de Hiroshi Saito. Dissertação de mestrado, Campinas-SP, Unicamp, 1994.

CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro. A contemporaneidade da tradição intelectual da escola livre de sociologia e política: a obra de Oracy Nogueira. In: KANTOR, I; MACIEL, D. A; SIMÕES, J. A. (orgs). A Escola Livre de Sociologia e Política: anos de formação (1933-1953) - depoimentos. 2. ed. São Paulo, SP. Sociologia e Política, 2009.

CHACON, Vamireh. História das ideias sociológicas no Brasil. São Paulo: Grijalbo, 1977.

CYTRYNOWICZ, Roney. Guerra sem guerra. A mobilização e o cotidiano em São Paulo durante a Segunda Guerra Mundial. Edusp, Geração Editorial, São Paulo, 2000.

DEL VECCHIO, Angelo; DIÉGUEZ, Carla. (orgs). As pesquisas sobre o padrão de vida dos trabalhadores da cidade de São Paulo: Horace Davis e Samuel Lowrie, pioneiros da Sociologia aplicada no Brasil. São Paulo-SP. Editora Sociologia e Política, 2008. 252 p.

DEL VECCHIO, Angelo. Preâmbulo: as influências presentes nos anos de formação da Escola Livre de Sociologia e Política. In: KANTOR, I; MACIEL, D. A; SIMÕES, J. A. (orgs). A Escola Livre de Sociologia e Política: anos de formação (1933-1953) - depoimentos. 2. ed. São Paulo, SP. Sociologia e Política, 2009.

________________ O ensino superior e as elites paulistas: os casos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras e da Escola Livre de Sociologia e Política [mimeo] versão preliminar. Universidade Estadual Paulista, FCL, Araraquara, SP, 2014.

ESTADO DE SÃO PAULO. Decreto n° 6.283, de 25/01/1934.

ESCOLA LIVRE DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA. Manifesto da fundação da Escola Livre de Sociologia e Política de São Paulo. In: (Anexos) KANTOR, I; MACIEL, D. A; SIMÕES, J. A. (orgs). A Escola Livre de Sociologia e Política: anos de formação (1933-1953) - depoimentos. 2. ed. São Paulo, SP. Sociologia e Política, 2009.

FANTIN, Jader Tadeu. Os japoneses no bairro da Liberdade-SP na primeira metade do século XX. Dissertação de mestrado. IAU-USP. São Carlos-SP, 2013.

FERNANDES, Florestn. A etnologia e a sociologia no Brasil: ensaios sobre aspectos da formação e do desenvolvimento das ciências sociais na sociedade brasileira. São Paulo: Anhambi, 1958.

HALL, Michael. Imigrantes na cidade de São Paulo. In: Porta, P. (org). História da cidade de São Paulo, v. 3: a cidade na primeira metade do século XX. São Paulo, Paz e Terra, 2004.

HASHIMOTO, Francisco; TANNO, Janete Leiko; OKAMOTO, Monica Setuyo. (orgs). Cem anos da imigração japonesa: história, memória e arte. São Paulo: Editora Unesp, 2008.

JACKSON, Luiz Carlos. Tensões e disputas na sociologia paulista (1940-1970). Revista Brasileira de Ciências Sociais. vol. 22 nº. 65 outubro/2007.

JESUS, Matheus Gato de; TANIGUTI, Gustavo Takeshi. Sociologie de l immigrant : Hiroshi Saito et l institutionnalisation des études sur les Japonais du Brésil (1940-1960). Bresil(s), v. 2, p. 201-224, 2012.

KANTOR, Iris; MACIEL, Debora; SIMÕES, Julio Assis. (orgs). A Escola Livre de Sociologia e Política: anos de formação (1933-1953) - depoimentos. 2. ed. São Paulo, SP. Sociologia e Política, 2009.

LIMONGI, Fernando. A escola livre de sociologia e política em São Paulo. In: MICELI, S. (org.) História das Ciências Sociais no Brasil. Vol. 1. São Paulo, Vértice, Editora Revista dos Tribunais: IDESP, 1989.

MAEJIMA, Walter Kudo. Imigração japonesa no Estado de São Paulo, 1908-1941. Dissertação de Mestrado. FFLCH-USP. São Paulo-SP, 2005.

MANNHEIM, Karl. A sociologia do conhecimento. In: Ideologia e utopia. Zahar Editores, Rio de Janeiro, 1968.

MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA (1932). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. especial, p.188–204, ago. 2006. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/22e/doc1_22e.pdf> Acesso em 19/08/2015.

MATOS, Odilon Nogueira de. O clima cultural dos anos de formação e o pioneirismo da Escola Livre de Sociologia e Política. In: KANTOR, I; MACIEL, D. A; SIMÕES, J. A. (orgs). A Escola Livre de Sociologia e Política: anos de formação (1933-1953) - depoimentos. 2. ed. São Paulo, SP. Sociologia e Política, 2009.

MERTON, Robert King. Ensaios de Sociologia da Ciência. Org. e posfácio de Anne Marcovich e Terry Shinn; trad. de Sylvia Gemignani Garcia e Pablo Rubén Mariconda. São Paulo, Associação Filosófica Scientiae Studia/Editora 34, 2013 (1ª edição).

MICELI, Sérgio. O cenário institucional das Ciências Sociais no Brasil. In: Miceli, S. (org.) História das Ciências Sociais no Brasil. Vol. 2. São Paulo, Editora Sumaré: Fapesp, 1995.

MONARCHA, Carlos; LOURENÇO FILHO, Rruy. (orgs). Por Lourenço Filho: uma biobibliografia. MEC-INEP, Brasília, DF, 2001.

NOGUEIRA, Arlinda Rocha. Imigração japonesa na história contemporânea do Brasil. Centro de Estudos Nipo-Brasileiros, 1ª edição, 1984.

NOGUEIRA, Antonio de Vasconcelos. Werner Sombart (1863-1941) apontamento biobilbiográfico. Análise Social, vol. XXXVIII (169), 2004, 1125-1151.

PAULA, Maria de Fátima Costa de. USP e UFRJ: a influência das concepções alemã e francesa em suas fundações. Revista Tempo Social, São Paulo, v.14, n.2, p.147-161, 2002.

PIZA, Douglas de Toledo. Um palpite sobre a imigração nas Ciências Sociais de São Paulo: três décadas, duas perspectivas e uma cisão. PLURAL, Revista do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da USP, São Paulo, v.19.1, 2012, pp.33-47.

SAITO, Hiroshi. Pesquisa sobre a aculturação dos japoneses no Brasil. Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 15, n. 3, p. 195 - 209, 1953.

_________ O suicídio entre os imigrantes japoneses e seus descendentes no Estado de São Paulo. Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 15, n. 2, p. 109 - 130, 1953.

_________ O cooperativismo na região de Cotia: estudo de transplantação cultural. Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 16, n. 3, p. 248 - 283, 1954.

_________ O cooperativismo na região de Cotia: estudo de transplantação cultural (II). Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 17, n. 1, p. 56 - 71, 1955.

_________ O cooperativismo na região de Cotia: estudo de transplantação cultural (III). Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 17, n. 2, p. 163 - 195, 1955.

_________ O cooperativismo na região de Cotia: estudo de transplantação cultural (IV). Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 17, n. 3, p. 254 - 268, 1955.

_________ O cooperativismo na região de Cotia: estudo de transplantação cultural (V). Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 17, n. 4, p. 355 - 370, 1955.

_________ Alguns aspectos da adaptação de imigrantes japoneses no Brasil. Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 20, n. 4, p. 451 - 462, 1958.

_________ Mobilidade de ocupação e de status de um grupo de imigrantes. Sociologia: revista dedicada à teoria e pesquisa nas Ciências Sociais, v. 22, n. 3, p. 241 - 253, 1960.

_________ O japonês no Brasil – estudo de mobilidade e fixação. São Paulo, Editora de Sociologia e Política, 1961.

SAKURAI, Celia. Imigração japonesa para o Brasil. Um exemplo de imigração tutelada- 1908-1941. Em: XXII Encontro Nacional da ANPOCS. GT 9 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS. Caxambu-MG, Outubro, 1998.

____________ Imigração tutelada: os japoneses no Brasil. Tese de Doutorado. IFCH-Unicamp. Campinas-SP, 2000.

RUBBO, Daniela. Friederich Michel Litto: Uma biobibliografia. In: VII Colóquio Internacional sobre a Escola Latino-Americana de Comunicação, 2003, São Bernardo do Campo. Anais do V CELACOM, 2003.

WILLEMS, Emílio; SAITO, Hiroshi. Shindô-Renmei: um problema de aculturação. Sociologia: revista didática e científica, v. 9, n. 2, p. 133 - 152, 1947.

Publicado

2018-03-01