O Karate-Do como Dispositivo da Japonesidade em São Carlos

Autores

  • Rafael Cava Mori Centro de Ciências Naturais e Humanas, Universidade Federal do ABC

DOI:

https://doi.org/10.46269/6217.239

Palavras-chave:

Karate-Do, Japonesidade, São Carlos, Imigração japonesa, Kaikan

Resumo

O presente trabalho relata uma investigação qualitativa sobre a prática do Karate-Do, em São Carlos-SP. Considera-se que tal prática veicule valores tipicamente orientais quando orientada de acordo com a concepção de budo (caminho marcial), e não enquanto apenas esporte de luta. Assim praticado, o Karate-Do obedece a princípios fundamentais de ordem disciplinar, moral, espiritual e estratégica. Por meio de observações e entrevistas, sediadas em dois dojo para a prática de Karate-Do em São Carlos, observou-se a presença da perspectiva do budo. Por fim, fenômenos específicos da imigração japonesa em São Carlos, associados principalmente à população flutuante universitária, são relacionados à atuação do Karate-Do como dispositivo da japonesidade.

Biografia do Autor

Rafael Cava Mori, Centro de Ciências Naturais e Humanas, Universidade Federal do ABC

Professor Adjunto-A do Centro de Ciências Naturais e Humanas, da Universidade Federal do ABC.

Publicado

2018-03-01