A imigração italiana no Paraná no olhar de viajantes italianos

Autores

  • Fabio Augusto Scarpim Centro Universitário Campos de Andrade (Uniandrade)

DOI:

https://doi.org/10.46269/6217.227

Palavras-chave:

imigração italiana, Paraná, viajantes

Resumo

Este artigo analisa as impressões de viajantes italianos sobre a imigração italiana no Paraná. São eles Pietro Colbacchini, Alfredo Cusano e Ranieri Veronese que estiveram no Estado entre os anos de 1886 e 1912. A parte privilegiada das descrições desses autores referem-se as colônias instaladas na capital e nos seus arredores. Em seu inventário físico e humano do Paraná, especialmente das colônias imigrantes, esses homens descreveram os aspectos positivos e negativos da experiência imigratória, destacando as possibilidades e os limites para instalação de novos imigrantes. Na mesma direção o progresso das colônias já estabelecidas, as qualidades dos imigrantes sobre os nacionais e a importância da preservação da italianidade.

 

Biografia do Autor

Fabio Augusto Scarpim, Centro Universitário Campos de Andrade (Uniandrade)

Possui graduação, mestrado e doutorado em História pela UFPR. Especailizaçãoe em História e Geografia do Paraná. Professor da Educação Básica e do Curso de História do Centro Universitário Campos de Andrade (Uniandrade). Tem experiência na área de história atuando principalmente nos seguintes temas: imigração italiana, história da Igreja, história da família

Referências

BENEDUZI, Luis Fernando. Conquista da terra e civilização do gentio: o fenômeno imigratório no Rio Grande do Sul. Anos 90, Porto Alegre, v. 12, n. 21/22, p.271-294, jan./dez. 2005.

BRUNELLO, Piero. Pionieri; gli italiani in Brasile e il mito della frontiera. Roma:

Donzelli Editore, 1994.

COLBACCHINI, Pietro. Le condizoni degli emigrati nello Stato di Paraná in Brasile. In. ________________. Con gli emigrati negli Stati di S. Paolo, Paranà e Rio Grande do Sul 1884-1901. TERRAGNI, Giovanni (org.). Roma: Autoreinediti, 2016.

COSNTANTINO, Núncia Santoro de. Viajantes italianos, imigração e italianidade no Brasil. Estudos Ibero-Americanos, PUCRS, v. 38, supl., nov. 2012, pp.312-325.

CUSANO, Alfredo. Italia d’oltre mare: impressioni e ricordi dei miei cinque anni di Brasile. Milano: Stabilimento tipografico Enrico Reggiani, 1911.

FRANCESCONI, Mario. Storia generale della congregazione scalabriniana.Vol.III Le prime missioni nel Brasile (1888-1905). Roma: Centro Studi Emigrazione, 1973.

FRANCO, Stella Maris Scatena. Relatos de viagem: reflexões sobre seu uso como fonte documental. In. FRANCO, Stella Maris Scatena; JUNQUEIRA, Mary Anne. Cadernos de seminários de pesquisa: Projeto Temático/FAPESP – Cultura e Política nas Américas: Circulação de Ideias e Configuração de Identidades. São Paulo: USP-FFLCH-Editora Humanitas, 2011.

JUNQUEIRA, Mary Anne. Elementos para uma discussão metodológica dos relatos de viagens como fonte para o historiador. In. FRANCO, Stella Maris Scatena; JUNQUEIRA, Mary Anne. Cadernos de seminários de pesquisa: Projeto Temático/FAPESP – Cultura e Política nas Américas: Circulação de Ideias e Configuração de Identidades. São Paulo: USP-FFLCH-Editora Humanitas, 2011.

MACHADO, Brasil Pinheiro et al. História do Paraná. Curitiba: Grafipar, 1969.

MAPPA da Zona colonizada do Estado do Paraná organizado pelo Engenheiro Dr. Ferreira Correia, 1927. Arquivo Público do Paraná. M110/Gav. F

PAZ, Francisco Moraes. História e cotidiano: a sociedade paranaense do século XIX na perspectiva dos viajantes. História: Questões & Debates. Curitiba, v.8, 1987.

____________. Na poética da História: a realização da utopia nacional oitocentista. Curitiba: Ed. da UFPR, 1996.

RELATÓRIO do presidente da província do Paraná. Adolpho Lamenha Lins.1877. disponível em

VERONESE, Raniere.Le colonie italiane negli stati meridionali del Brasile. Italica Gens, Anno IV, Maggio-Dicembre 1913.

VANNUCCI, Alessandra. Un baritono ai tropici. Diario di Giuseppe Banfi nel Paraná. 1858. Reggio Emilia: Diabasis Edizioni, 2007.

Publicado

2018-02-27