Um balanço da produção acadêmica sobre a imigração de bolivianos em São Paulo

Autores

  • Fabio Martinez Serrano Pucci

DOI:

https://doi.org/10.46269/6217.224

Palavras-chave:

Imigração, Bolivianos, Cidade, Alteridade, “Estado da arte”.

Resumo

Esse artigo tem como objetivo apresentar o “estado da arte” da produção acadêmica sobre a imigração de bolivianos para São Paulo. Em seguida, exploram-se algumas das lacunas no conhecimento deixadas por esses estudos, indicando de que maneira a pesquisa de Mestrado Viver “Outramente”: Moradia, Condições de Vida e a Produção da Alteridade dos Bolivianos em São Paulo[1] se apropriou delas. Por fim, expõem-se sucintamente as referências teóricas do referido projeto.


[1] Esse projeto é desenvolvido junto ao Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP, sob orientação da Professora Doutora Maura Pardini Bicudo Véras. Ele é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), processo nº 14/21387-3.

Biografia do Autor

Fabio Martinez Serrano Pucci

O autor é graduado em Ciências Sociais pela PUC-SP e mestre em Ciências Sociais pela mesma instituição. É doutorando em Sociologia pela UFSCar.

Referências

AGUIAR, Márcia E. (2013). Tecnologias e cuidado em saúde: a Estratégia Saúde da Família (ESF) e o caso do imigrante boliviano e coreano no bairro do Bom Retiro – SP. Dissertação (Mestrado em Ciências). Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo.

AGUIAR, Márcia E. & MOTA, André (2014). “Os imigrantes bolivianos e coreanos no bairro do Bom Retiro através das lentes do Programa Saúde da Família.” In: MOTA, André; MARINHO, Maria Gabriela S. M. C. (organizadores), Saúde e História de Migrantes e Imigrantes: Direitos, Instituições e Circularidades.– São Paulo: USP, Faculdade de Medicina: UFABC, Universidade Federal do ABC: CD.G Casa de Soluções e Editora, 2014.

ALVES, Ubiratan S. (2011). Imigrantes bolivianos em São Paulo: a praça Kantuta e o futebol. Tese (Doutorado em Educação Física). Faculdade de Educação Física, Universidade de São Paulo.

APARECIDA DA SILVA, Fabiana (2012). Trabalho e (i)migração: determinações do movimento migratório de bolivianos da cidade de São Paulo para Guarulhos. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

AZEVEDO, Flávio Antonio Gomes de. (2005). A presença de trabalho forçado urbano na cidade de São Paulo: Brasil/Bolívia. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina (PROLAM), Universidade de São Paulo, São Paulo.

BAENINGER, Rosana & SIMAI, Szilvia (2010). Práticas discursivas da negação do racismo em São Paulo. In: ANPOCS, 35, 2010, Caxambu. Anais. Caxambu, 2010.

BAENINGER, R; SOUCHAUD, S. (2007). Vínculos entre a Migração interna: o caso dos bolivianos no Brasil. Disponível em: <http://www.eclac.cl/celade/noticias/paginas/4/28454/RBaeninger.pdf> Acessado em: 04 de set. de 2010.

BAENINGER, Rosana (2012). “O Brasil na rota das migrações internacionais”. In: BAENINGER, Rosana (org.), Imigração Boliviana no Brasil. – Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/ Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012. 316p. Disponível em: <http://www.nepo.unicamp.br/textos/publicacoes/livros/bolivianos/livro_bolivianos.pdf#page=10>. Acesso em 27 de agosto de 2014.

BARALDI, Camila et al. (2013). “Informe Brasil”. In: GAINZA, P. P. (coord..). Informe Políticas Migratorias e Integración em América del Sur. São Paulo: Espacio Sin Fronteras. Disponible en: <http://www.cdhic.org.br/wp-content/uploads/2013/06/Informe-Politicas-Migratorias-America-do-sul.pdf>. Acesso 28 de julho de 2013.

BONASSI, Margherita (2000). Canta, América sem fronteiras!: imigrantes latino-americanos no Brasil. São Paulo: Edições Loyola.

BONDUKI, Nabil, (1998) Origens da habitação social no Brasil: arquitetura moderna, Lei do Inquilinato e difusão da casa própria. São Paulo: Estação Liberdade: FAPESP.

CACCIAMALI, M. C; AZEVEDO, F. A. G. de. (2006). “Entre o tráfico humano e a opção da mobilidade social: A situação dos imigrantes bolivianos na cidade de São Paulo”. Cadernos PROLAM/USP. São Paulo, vol. 1, ano 5, pp. 129-43. Disponível em Acesso em 17 jan. de 2011.

CAMARGO DE OLIVEIRA, Gabriela (2012). A segunda geração de latino-americanos na Região Metropolitana de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Demografia). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de Campinas.

CAMPOS, Geraldo A. G. de. (2009). Entre devires e pertencimentos: a produção da subjetividade entre imigrantes bolivianos em São Paulo. 116f. Dissertação de Mestrado, PUC-SP, Ciências Sociais. São Paulo.

CARNEIRO, Sandra de Sá (2009). “Tu mora onde? Território e produção de subjetividade no espaço urbano carioca”. In: CARNEIRO, Sandra de Sá; SANT’ANNA, Maria Josefina G. (organizadores): Cidade, olhares e trajetórias, Rio de Janeiro: Garamond.

CASTELLS, Manuel. (1999). O poder da identidade. Trad. Klauss Brandini Gerhardt. São Paulo: Paz e Terra.

DORNELAS, Sidnei M. (2009) – “Para sair do confinamento: a experiência das visitas ás oficinas de costura de imigrantes bolivianos no quadro do projeto Somos Hermanos”. Travessia – Revista do Migrante. São Paulo, nº. 63, pp. 20-5.

ELIAS, Norbert & SCOTSON, John L. (2000). Estabelecidos e outsiders. São Paulo, Zahar.

FALEIROS, Sarah M. (2012). Universalidade e Políticas Públicas: a experiência dos imigrantes no acesso à saúde. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo). Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), São Paulo.

FAVARETTO, Júlia S. (2012). Descolonizando saberes: histórias de bolivianos em São Paulo. Dissertação (Mestrado em História). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo.

FERNANDEZ, Camila C. G. (2015). Entre dois países, sonhos e ilusões: trajetórias de e/imigrantes bolivianos em São Paulo (1980-2000). Tese (Doutorado em História) apresentada à PUC-SP – História – São Paulo, 2015, 295p.

FREIRE DA SILVA, Carlos. (2008). Trabalho informal e redes de subcontratação: dinâmicas urbanas da indústria de confecções em São Paulo. (Dissertação de Mestrado). Departamento de Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

________________________ (2009). “Precisa-se: Bolivianos na Indústria de Confecções em São Paulo”. Travessia. São Paulo, ano XXII, nº. 63, jan./ abr., pp. 05-11.

FREITAS, Patrícia Tavares (2009). Imigração e Experiência Social: o circuito de subcontratação transnacional de força-de-trabalho boliviana para o abastecimento de oficinas de costura na cidade de São Paulo. (Dissertação de Mestrado). Departamento de Sociologia, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de Campinas, Campinas.

HALL, Stuart (2003). Da diáspora: identidades e mediações culturais. Org. Liv Sovik ; trad. Adelaine La Guardia Resende et al. Belo Horizonte : UFMG - Brasilia : Representação da UNESCO no Brasil.

HIRYE, H. M. Cursino de Moura (2006). Estrangeiridade, invisibilidade política e vulnerabilidade psíquica: imigrantes bolivianos em São Paulo. Ago. 2006. Disponível em: <http://www.fundamentalpsychopathology.org/anais2006/4.20.3.1.htm>. Acesso em: 28 Set. 2010.

HUAYHUA, Gladys L. (2007). Primeira e segunda geração de jovens imigrantes argentinos, bolivianos e peruanos em São Paulo: um estudo psicossocial da identidade e aculturação. Tese (Doutorado em Psicologia Social). Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

ILLES, Paulo; TIMÓTEO, Gabrielle L. S. & FIORUCCI, Elaine da S. (2008). “Tráfico de pessoas para fins de exploração do trabalho na cidade de São Paulo”. In: Cadernos Pagu, nº 31, Universidade de São Paulo.

KHOURI, Selma (2010). Mulheres bolivianas em um Hospital Público em São Paulo. Monografia (Especialização em Serviço Social). Instituto de Ciências Humanas, Universidade de Brasília (UnB).

KOWARICK, Lúcio. (2009). Viver em risco: sobre a vulnerabilidade socioeconômica e civil. São Paulo: Editora 34.

MAGALHÃES, Giovanna M. (2010). Fronteiras do direito humano à educação: um estudo sobre os imigrantes bolivianos nas escolas públicas de São Paulo. (Dissertação de Mestrado). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

MARQUES, Eduardo. (2005). “Elementos conceituais da segregação, da pobreza urbana e da ação do Estado”. In: MARQUES, Eduardo & TORRES, Haroldo (organizadores), São Paulo: segregação, pobreza e desigualdades sociais, São Paulo: Editora Senac São Paulo.

MARTINEZ, Vanessa N. (2010). Equidade em saúde: o caso da tuberculose na comunidade de bolivianos no município de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, São Paulo.

MASCARO, Laura D. M. (2014). “Imigrantes bolivianos: abordagem de direitos humanos ao direito ao desenvolvimento.” In: MOTA, André; MARINHO, Maria Gabriela S. M. C. (organizadores), Saúde e História de Migrantes e Imigrantes: Direitos, Instituições e Circularidades.– São Paulo: USP, Faculdade de Medicina: UFABC, Universidade Federal do ABC: CD.G Casa de Soluções e Editora, 2014.

MUNIZ, Jerônimo O. (2002). Um ensaio sobre as causas e características da migração. In: UFMG/Cedeplar/Demografia – Avaliação (Componentes de Dinâmica Demográfica). Disponível em <http://www.ssc.wisc.edu/~jmuniz/ensaio_migracao.pdf> Acesso em 08 de maio de 2014.

OLIVEIRA AGUIAR, Ana Lídia (2009). Os bolivianos na periferia de Guarulhos. Iniciação Científica. Faculdade de Ciências Sociais, Universidade Federal de São Paulo.

PAES, Vanessa G. (2011). Trânsito de identidades e estratégias de negociação familiar: deslocamentos populacionais entre a Bolívia e o Brasil. Dissertação (Mestrado em História Social). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo.

PATARRA, Neide Lopes. (2006). Migrações internacionais: teorias, políticas e movimentos sociais. Revista Estudos Avançados. São Paulo. v. 20, n. 57, pp. 7-24.

PONTEDEIRO OLIVEIRA, Lis R (2013). Encontros e confrontos na escola: um estudo sobre as relações sociais entre alunos brasileiros e bolivianos em São Paulo. Dissertação (Mestrado em Educação). Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

PRETURLAN, Renata B. (2012). Mobilidade e classes sociais: o fluxo migratório boliviano para São Paulo. Dissertação (Mestrado em Sociologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo.

PUCCI, Fabio Martinez Serrano (2011). A Inserção dos Bolivianos nos bairros do Bom Retiro, Brás e Pari e a Produção da Alteridade: como são vistos pela vizinhança. Relatório Científico, São Paulo, CNPq. 316p.

_______. (2013). Bolivianos em São Paulo: redes, territórios e a produção da alteridade. Disponível em: <http://biblioteca.clacso.edu.ar/gsdl/collect/clacso/index/assoc/D8902.dir/Pucci_trabajo_final.pdf> Acesso em 12 de mar. de 2014.

_______.(2014). Os bolivianos nos bairros do Bom Retiro, Brás, Pari e a produção da alteridade: como são vistos pela vizinhança. In: Alejandro Grimson. (Org.). Culturas políticas y políticas culturales. 1ed.Buenos Aires: Böll, 2014, v. 1, p. 47-56.

_______(2016). Viver “outramente”: moradia, condições de vida e a produção da alteridade dos bolivianos em São Paulo. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais). Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, PUC-SP.

REZERA, Danielle N. (2012). Gênero e trabalho: mulheres bolivianas na cidade de São Paulo 1980 a 2010. Dissertação (Mestrado em História). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo.

ROLNIK, Raquel (2001). São Paulo. São Paulo: Publifolha. – (Folha explica).

SANTOS, Milton (2007). O espaço do cidadão. São Paulo: EDUSP.

SASAKI, Elisa; M.; ASSIS, Gláucia O. (2000). Teorias das migrações internacionais. In: Anais do XII Encontro Nacional da ABEP. Caxambu, outubro de 2000. Disponível em: <http://www.abep.nepo.unicamp.br/docs/anais/pdf/2000/Todos/migt16_2.pdf> Acesso em 11 de maio de 2014

SASSEN, Saskia (1998). As cidades na economia mundial. São Paulo: Studio Nobel Editora.

SAYAD, Abdelmalek. (1998). A Imigração ou os Paradoxos da Alteridade. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

SILVA, Sidney A. da. (1995a). “Uma face desconhecida da metrópole: os Bolivianos em São Paulo”. Travessia. São Paulo, nº. 23, set.

_____________. (1995b). “Migrações Laborais na América do Sul: o caso dos bolivianos”. In: PATARRA, Neide (org.), Emigração e imigração internacionais no Brasil contemporâneo. 1a edição. Vol. 1. São Paulo, FNUAP, pp. 181-7.

_____________. (1997). Costurando Sonhos – Trajetória de um grupo de imigrantes bolivianos em São Paulo. São Paulo, Paulinas.

________ (1998a). “Clandestinidade e Intolerância: O caso dos Bolivianos em São Paulo”. Travessia. São Paulo, nº. 30, jan./abr.

________ (1998b). “Costureiros hoje ‘oficinistas’ amanhã? Indagações sobre a questão da mobilidade econômica e social entre os imigrantes bolivianos em São Paulo”. In: ENCONTRO NACIONAL SOBRE MIGRAÇÃO, 1, 1998, Curitiba. Anais. Curitiba: ed. IPARDES/FNUAP, pp. 383-94.

________ (1998c). “Imigrantes bolivianos que trabalham nas pequenas confecções de São Paulo: aspectos do seu processo de reprodução social”. SERVIÇO PASTORAL DOS MIGRANTES ET ALII. O Fenômeno Migratório no Limiar do Terceiro Milênio - Desafios Pastorais. 1a ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, pp. 175-90.

________ (2003). Virgem/Mãe/Terra: Festas e Tradições Bolivianas na Metrópole. São Paulo: HUCITEC/ FAPESP.

________ (2005a). Bolivianos: A presença da cultura andina. São Paulo: Companhia Editora Nacional.

________ (2005b). “’A Praça é Nossa!’: Faces do Preconceito num Bairro Paulistano”. Travessia. São Paulo, nº. 51, jan./abr.

________ (2005c). “A Migração dos Símbolos: diálogo intercultural e processos identitários entre os bolivianos em São Paulo”. São Paulo em Perspectiva. São Paulo, vol. 19, nº 3, jul./set.

________ (2006). “Bolivianos em São Paulo: entre o sonho e a realidade”. Revista de Estudos Avançados da USP – Dossiê Migrações. São Paulo, vol. 20, nº 57, mai./ago.

Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ea/v20n57/a12v2057.pdf> Acesso em: 07 set. de 2010.

________ (2007). “Etnia, Nação e Regionalismos no jogo identitário entre os imigrantes bolivianos em São Paulo”. In: HEIDEMANN, Heinz D.; SILVA, Sidney A. Da (orgs.): Simpósio Internacional – Coletânea de Textos – Migração: nação, lugar e dinâmicas territoriais. São Paulo, Humanitas, pp. 123-36.

SILVEIRA, Cássio et. alli (2014). “Processos Migratórios e Saúde: uma breve discussão sobre abordagens teóricas nas análises em saúde dos imigrantes no espaço urbano.” In: MOTA, André; MARINHO, Maria Gabriela S. M. C. (organizadores), Saúde e História de Migrantes e Imigrantes: Direitos, Instituições e Circularidades. – São Paulo: USP, Faculdade de Medicina: UFABC, Universidade Federal do ABC: CD.G Casa de Soluções e Editora, 2014.

SIMONE, Angélica dos Santos (2014). Os cortiços na paisagem do Brás e Belenzinho, São Paulo: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Geografia Física). Programa de Pós-Graduação em Geografia Física, Universidade de São Paulo.

SINGER, Paul Israel (1977). Desenvolvimento econômico e evolução urbana: análise da evolução econômica de São Paulo, Blumenau, Porto Alegre, Belo Horizonte e Recife. São Paulo: Editora Nacional.

SOUCHAUD, Sylvain (2011). “Presença estrangeira na indústria das confecções e evoluções urbanas nos bairros centrais de São Paulo” in: LANNA, Ana Lúcia D. et. alli (orgs.), São Paulo, os estrangeiros e a construção das cidades. São Paulo: Alameda.

_________________ (2012). “A confecção: nicho étnico ou nicho econômico para a imigração latino-americana em São Paulo?” In: Imigração Boliviana no Brasil, Rosana Baeninger (Org.). – Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/ Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012. 316p.

TIMÓTEO, Gabrielle L. S. (2011). Os trabalhadores bolivianos em São Paulo: uma abordagem jurídica. Dissertação (Mestrado em Direito). Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo.

TRUZZI, Oswaldo (2011). “Redes em processos migratórios” in: LANNA, Ana Lúcia D. et. alli (orgs.), São Paulo, os estrangeiros e a construção das cidades. São Paulo: Alameda.

______________ (2012). Assimilação ressignificada: novas interpretações de um velho conceito. Dados, Rio de Janeiro , v. 55, n. 2, p. 517-553, 2012 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52582012000200008&lng=en&nrm=iso>. access on 23 Dec. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0011-52582012000200008.

VÉRAS, Maura Pardini Bicudo (1980). A vida em conjunto: um estudo da política da habitação popular. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

__________ (coord.) (2000). Estrangeiros na Metrópole: espacialização, trajetórias e redes de sociabilidade dos imigrantes em São Paulo. Relatório de Andamento, São Paulo, CNPq, 346 p.

_________(2003a). DiverCidade: territórios estrangeiros como topografia da alteridade em São Paulo. São Paulo: EDUC.

________. (2003b). “Novos nômades urbanos na cidade contemporânea: desigualdade e exclusão sociais” in: CHAIA, Miguel e SILVA, Ana Amélia da (orgs.) Sociedade, cultura e política: ensaios críticos. São Paulo: EDUC. pp. 323- 367.

_________ (coord.) (2003c). Estrangeiros na metrópole: a produção da alteridade, cultura e territórios em São Paulo. Relatório de Andamento da Pesquisa. São Paulo, CNPq.

________________. (2009). Alteridade e Segregação em São Paulo: habitações da pobreza e a produção do “OUTRO”. Vínculos e Rupturas. Projeto de Pesquisa aprovado pelo CNPq, período 2010-2014.

VIDAL, Dominique. (2012). “Convivência, alteridade e identificações: brasileiros e bolivianos nos bairros centrais de São Paulo”. In: BAENINGER, Rosana (Org.), Imigração Boliviana no Brasil, – Campinas: Núcleo de Estudos de População-Nepo/ Unicamp; Fapesp; CNPq; Unfpa, 2012. 316p. Disponível em: <http://www.nepo.unicamp.br/textos/publicacoes/livros/bolivianos/livro_bolivianos.pdf#page=10>. Acesso em 27 de agosto de 2014.

WEBER, Max (1946). Economia e sociedade. México, Fondo de Cultura Económica.

WIEVIORKA, Michel. (2006). Em que mundo viveremos? Trad. Eva Landa e Fábio Landa. São Paulo: Perspectiva.

XAVIER, Iara Rolnik. (2009). “A Cidade de El Alto e os Fluxos de Bolivianos para São Paulo”. Travessia. São Paulo, ano XXII, nº. 63, jan./abr.

____________ (2010). Projeto migratório e espaço: os bolivianos na região metropolitana de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Demografia). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Publicado

2018-03-01