A etnografia como recurso para relativizar conceitos e categorias identitárias: uma análise do trabalho de Cláudia Fonseca e a influência de Malinowski em sua prática etnográfica – Vilas Cachorro Sentado e São João

Autores

  • Daygles Maria Ferreira de Souza Doutoranda em Ciências Sociais pela UNISINOS, Mestra em Educação e Ciências do Ensino Superior pela Universidade Camilo Cienfuegos – Cuba, com título reconhecido e convalidado pela UFRGS e Graduada em História pela UFRR.

DOI:

https://doi.org/10.46269/3214.148

Palavras-chave:

Etnografia, Identidades, Categorias Identitárias, Honra, Gênero.

Resumo

Este artigo é resultado de um estudo bibliográfico e procura demostrar a importância da prática etnográfica, enquanto recurso que possibilita a relativização de conceitos e categorias identitárias, por meio da análise sobre a pesquisa etnográfica de Cláudia Fonseca, realizada nas Vilas Cachorro Sentado e São João, demostrando a sua relação com os princípios do método etnográfico de Malinowski. Neste sentido o foco da abordagem na Vila Cachorro Sentado é a “questão da honra e as categorias em suas dimensões individual e social”, e na Vila São João é “o humor ácido e as relações de gênero”. Em ambas as abordagens, apresentam-se algumas passagens da prática etnográfica de Cláudia Fonseca que demonstram claramente a influência da etnografia de Malinowski.

Referências

CARVALHO, M. J. S. Resenha de "Família, fofoca e honra: etnografia das relações de gênero e violência em grupos populares" de Cláudia Fonseca. Revista Estudos Feministas, vol. 10, núm. 1, jan., 2002, p. 251-252. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=38110124>. Acesso em: 15/10/2013.

FONSECA, C. Cavalo Amarrado Também Pasta: Honra e humor em um grupo popular brasileiro. Disponível em: <http://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_15/rbcs15_02.htm>. Acesso: 20 de junho de 2013.

_________________. Família, Fofoca e Honra: etnografia de relações de gênero e violência em grupos populares. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004. Disponível em: < http://groups.google.com.br/group/digitalsource/> Acesso: 20 de junho de 2013.

_________________. Quando cada caso NÃO é um caso: pesquisa etnográfica e educação. Revista Brasileira de Educação. São Paulo, n.10, p.58-78, jan/fev/mar/abr 1999. Disponível em: <http://www.anped.org.br/rbe/rbedigital/rbde10/rbde10_06_claudia_fonseca.pdf> Acesso: em: 12 /09/2013.

LAGE, G. C. Revisitando o método etnográfico: contribuições para a narrativa antropológica. Revista Espaço Acadêmico, no 97, p. 03 - 07, junho de 2009. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/index>. Acesso em: 05/10/2013. MALINOWSKI, B. Os Argonautas do Pacífico Ocidental” in: Ethnologia, n. s., no 6-8, p. 17-38, 1997. Disponível em:< http://pt.scribd.com/doc/33086118/MALINOWSKI-Bronislaw-Os-Argonautas-do-Pacifico- Ocidental>. Acesso: 09/07/2013.

OLIVEIRA, F. D. A economia brasileira: crítica à razão dualista. São Paulo: Estudos Cebrap, 1972. In: FONSECA, C. Família, Fofoca e Honra: etnografia de relações de gênero e violência em grupos populares. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004. Disponível em: <http://pt.scribd.com/doc/6605658/Claudia- Fonseca-Familia-Fofoca-e-Honra>. Acesso: 20/06/2013

PEIRANO, M. A Favor da Etnografia. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1995. Disponível em: <http://www.marizapeirano.com.br/livros/a_favor_da_etnografia.pdf>. Acesso em: 12/09/2013. UNISINOS. Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos (Artigo De Periódico, Dissertação, Projeto, Relatório Técnico e/ou Científico, Trabalho de Conclusão de Curso, Dissertação e Tese). Edição revisada e modificada em setembro de 2013, corrigida em conformidade com o Acordo Ortográfico, com alteração na norma NBR 6027:2012. São Leopoldo, 2013. Disponível em: < http://www.unisinos.br/biblioteca/images/stories/downloads/manual-biblioteca-2013.pdf>

Publicado

2014-05-18