Pesquisa de Campo com “Beneficiárias” em Situação de “Descumprimento” da Condicionalidade da Educação no Programa Bolsa Família

Isabela Vianna Pinho

Resumo


No presente texto busco relatar  a pesquisa, ainda em andamento, de conclusão de curso em Ciências Sociais, na qual utilizo dados empíricos coletados no universo do Cadastro Único na cidade de São Carlos, espaço onde faço estágio desde agosto de 2014. O recorte da pesquisa está situado na condicionalidade da educação do programa Bolsa Família, por serem seus “descumprimentos” mais frequentes quando comparados aos da saúde. A monografia possuirá duas dimensões: uma bibliográfica, com os embates teóricos, políticos e técnicos sobre a temática e outra, etnográfica, com trabalho de campo, onde descrevo o ambiente de trabalho e relato alguns casos de “beneficiárias” entrevistadas até o presente momento. Neste relato, porém, apenas a segunda dimensão será abordada. Em linhas gerais, busco verificar  se os princípios norteadores das condicionalidades contidas no programa Bolsa Família possuem coerência com o observado entre todos os agentes envolvidos na rotina do Cadastro Único.

Palavras-chave


Sociologia

Referências


BREDA, R. Entre recursos e escolhas: limites e possibilidades em torno das rotinas de um CRAS. Monografia de Conclusão de Curso em Ciências Sociais. Departamento de Sociologia, UFSCar, São Carlos, 2013.

COHN, Amélia. Cartas ao Presidente Lula: Bolsa Família e direitos sociais. Rio de Janeiro: Pensamento Brasileiro; 2012.

FELTRAN, Gabriel de Santis. Valor dos pobres: a aposta no dinheiro como mediação para o conflito social contemporâneo. Cad. CRH [online]. vol.27, n.72, pp. 495-512. 2014.

GEORGES, Isabel P.H.; CEBALLOS. Bolsa familia y la asistencia social en Brasil: de la lucha política a la mercantilización local. Cad. CRH [online]. vol.27, n.72, pp. 513-529. 2014.

MDS. Disponível em: < http://mds.gov.br/assuntos/bolsa-familia> Acesso em: 20.02.2016.

SANTOS, Yumi. Garcia dos. As mulheres como pilar da construção dos programas sociais. CRH [online].v. 27, n. 72, p. 479-494. 2014.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

CHAMADA ABERTA ATÉ 15 DE JULHO

Áskesis, Revista dxs Discentes do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, convida as pesquisadoras e os pesquisadores para que enviem suas produções para o dossiê "Interfaces entre gênero e ambiente no contexto da modernidade”, organizado por Ângela Camana e Luciana Brandão (PPGS - UFRGS).

Nas últimas décadas, a emergência de debates ambientais e de questões de gênero vem tensionando a vida social e, por consequência, a própria produção de saberes, colocando em xeque categorias caras à Sociologia, como é o caso do desenvolvimento e da Modernidade. Partindo do pressuposto de que os problemas ambientais não devem ser encarados como problemas sem sujeitos, esta proposta de dossiê tem por objetivo refletir sobre aquelas, aqueles e aquelxs que são afetadas pelos ditos “avanços da modernidade”, considerando o gênero uma categoria central às análises. Assim, interessa a este dossiê refletir sobre a forma como as questões ambientais e as questões de gênero se entrelaçam ou podem se entrelaçar em estudos realizados no âmbito das Ciências Sociais.

Encorajamos fortemente as autoras e os autores a enviarem seus trabalhos sobre problemas e conflitos ambientais que dialogam com as teorias de gênero; que mobilizam gênero como categoria analítica em estudos sobre questões ambientais; que tensionam o arcabouço teórico convencional a partir de casos empíricos e/ou que sugerem novos caminhos teóricos e metodológicos para lidar com as questões relacionadas à gênero e ambiente no contexto da modernidade.

Além de artigos, encorajamos as pesquisadoras e pesquisadores a enviarem traduções, ensaios, entrevistas, relato de pesquisa e resenhas sobre a temática. Dúvidas acerca desta edição podem ser encaminhadas diretamente às proponentes (angela.camana@hotmail.comluciana.costa.brandao@gmail.com).

A Áskesis também recebe artigos para a seção livre em fluxo contínuo, além de ensaios, relatos de pesquisa e resenhas que atendam aos interesses desta chamada.

O prazo para submissão dos trabalhos será até 15 de julho de 2018.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Ilustração: Affection (Vanja Vukelic - www.merakilabbe.ca)

 

 

 

Áskesis – Revista dos Discentes do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar consiste em uma publicação semestral dedicada a discutir e divulgar trabalhos acadêmicos, fomentando a prática do exercício crítico de pesquisadorxs, bem como o diálogo entre as linhas de pesquisa do Programa e as temáticas da sociologia contemporânea. A Áskesis pretende ser um espaço de publicação de artigos, ensaios, resenhas, traduções, entrevistas, além dos resumos das dissertações e teses defendidas no programa. Aceitamos também relatos de pesquisas de estudantes de graduação e pós-graduação com a finalidade de incentivar a divulgação de seus primeiros trabalhos.